A Mental Horror está divulgando o seu segundo trabalho e Adriano, guitarrista da banda gaúcha de Brutal Death Metal, nos conta maiores detalhes sobre esse novo trabalho. Também conta um pouco sobre a história da banda e sobre seus shows, inclusive sobre o show que farão em Santa Catarina em Novembro.

Entrevista feita por Carrascu e publicada no dia 22/10/2004
Carrascu: A demo "Extreme Evolutive Trauma" teve uma ótima aceitação na midia especializada, sendo que muitas dizem que foi a demo mais rápida e violenta do Metal Extremo brasileiro. Como vocês enxergam a diferença entre essa demo e os trabalhos atuais?
Adriano: Primeiramente gostaria de agradecer ao espaço cedido e ao apoio dado a cena nacional. Cara, realmente a "Extreme" teve uma ótima aceitação, corremos muito na época para conseguir grana para podermos gravar, mas os resultados foram muito positivos, conseguimos sair em várias coletâneas na Europa, e com isso fomos construindo nosso atual trabalho! As diferenças de sonoridade da demo para o Abyss of Hypocrisy por exemplo são bastante notadas, até por causa do fato de termos trocado de formação várias vezes da época da demo até os dias de hoje, e devido a essa série de fatos hoje nós soamos muito mais extremos do que na época da demo; Sei que tem pessoas que não concordam muito com o que eu disse, mas essa é minha opinião pessoal.
Carrascu: Essa demo foi mais vendida na Europa e Estados Unidos do que no Brasil sendo que das 1.150 cópias distribuídas cerca de 80% foram para o exterior. Com certeza esse fato abriu muitas portas para vocês tocarem lá fora. Vocês já tem planos para tocar no exterior agora com esse novo CD?
Adriano: Planos sempre se terá, mas o principal problema é a falta de grana, se aqui no Brasil já é quase impossível você fazer uma tour, pois você acaba morrendo com uma grana fudida imagine na gringa? Hoje temos uma mentalidade mais diferente do que quando começamos a tocar, preferimos dar mais valor a nossa cena do que tentar ir tocar lá fora. Pode parecer um certo comodismo, mas não é! Queremos investir onde nossos olhos enxergam, onde temos contato diário. Lógico que queremos fazer uma tour para fora daqui e estamos trabalhando para isso, mas já não é uma prioridade, acho que tudo tem sua hora de acontecer.
Carrascu: Como foram os shows de divulgação do CD "Proclaiming Vengeance" e o que esse CD representou para a Mental Horror?
Adriano: Fizemos alguns shows que foram muito positivos para a banda, conhecemos muitas pessoas e firmamos muitos contatos e parcerias. Eu considero o saldo positivo, mas podia ser melhor. Agora é corrigir as falhas e fazer a tour do Abyss maior e melhor do que a do Proclaiming. Em breve começaremos nossa tour e será demais! Quanto ao Proclaiming, foi nosso debut! Foi tudo com que uma banda sonha, de lançar seu primeiro CD e isso é algo que ninguém pode lhe tirar! Realmente para mim foi um momento ótimo como está sendo agora com o lançamento do Abyss.
Carrascu: Nos conte um pouco sobre esse novo lançamento de vocês, o CD "Abyss of Hypocrisy" que tem uma capa muito bem feita. Quem fez o trabalho gráfico e o que a Mental Horror espera desse novo trabalho?
Adriano: Estamos recebendo ótimas criticas desse CD e todas falaram da parte gráfica. O Marcos Miler é como um irmão para mim, nós começamos a ouvir Metal quando éramos pirralhos! Ele está conosco desde a "Extreme Evolutive Trauma", o Marcos é o 4° membro da banda, inclusive ele estará junto com nós na tour agora em Novembro.
Carrascu: Como foram as gravações do "Abyss of Hypocrisy" e qual é a temática desse novo trabalho?
Adriano: Cara foi tudo gravado de forma muito simples, fomos bem "sossegados" na hora de gravar, pois estávamos muito bem ensaiados e como falei foi tudo feito com calma. A temática do Abyss é quase a mesma do Proclaiming, nós estamos falando da hipocrisia humana na qual a grande maioria acredita em uma religião que é movida a dinheiro, aliás, todas as religiões são assim! Movidas à grana!!!!!
Carrascu: A intenção da banda inicialmente era de lançar esse CD um ano atrás e também de poder contar com a produção do Eric Rutan (ex-Morbid Angel). Porque tais planos não foram possíveis de serem realizados?
Adriano: Conhecemos o Eric em São Paulo no Setembro Negro. Mostramos nosso material para ele e ele curtiu muito e quis trabalhar conosco, fomos incentivados pela nossa gravadora (Necropolis) a falar com ele, mas na hora de pagar o cara a gravadora deu pra tráz! Foi foda! estava tudo certo! tinhamos até mandado a master para o Rutan, enfim foi uma merda sem tamanho!!!! Isso acabou atrasando o lançamento do Abyss também!
Carrascu: A banda irá gravar um videoclip de alguma música do novo CD? Nos conte como surgiu essa idéia, como será esse vídeo e como ele será divulgado?
Adriano: Na verdade nosso clipe já está pronto e disponível na versão européia do nosso CD, é uma pena por que nós queríamos muito fazer o vídeo sair aqui também, mas não foi possível por que a edição não ficou pronta até a data limite que nós tínhamos para enviar a master para ser prensada, é uma pena mas não podemos fazer nada! Quanto ao vídeo ficou muito bom, as cenas estão com uma edição muito dinâmica que se casa perfeitamente com o som da banda e conta com cenas ao vivo do Mental Horror. Foi um trabalho de "mestre" do Cristiano Kobal da Dumal Produções.
Carrascu: A turnê de divulgação do novo CD está sendo agendada e um dos shows de vocês será aqui em São José/SC. Vocês já tocaram por aqui antes? O que vocês esperam do público que comparecerá nesse dia 4 de dezembro no Dusk Bar?
Adriano: Nós tocamos em Guaramirim em 2000 ou 2001 não me lembro bem! Foi do Caralho! Acredito que desta vez seja melhor! pois já temos material lançado e esse fato ajuda muito nos shows! Fiquei sabendo sobre o Dusk e acho que é ótimo ter uma casa especializada em Metal, isso mostra o quanto nossa cena está crescendo e resta a nós bangers mantermos a mesma!
Carrascu: Quais são as expectativas que a Mental Horror tem referente a essa turnê brasileira para divulgação do novo CD?
Adriano: Vai ser uma puta correria! Mas é isso que queremos! Nós queremos firmar contato com produtores, bangers e donos de bares para agendarmos para 2005 uma tour maior! A aceitação do Abyss está sendo muito positiva e por isso queremos divulgá-lo ao máximo! Nós não vemos a hora de começarmos a tocar e mostrar toda a brutalidade do Mental Horror.
Carrascu: Valeu pela entrevista e espero que dê tudo certo para banda agora com esse novo trampo. O espaço agora é para seus últimos comentários.
Adriano: Mais uma vez agradeço a você Carrascu, valeu pela força e muito obrigado. Hail Bangers de SC esperamos vocês no dia 27 de Novembro. Vamos fazer um show em que SC jamais esquecerá! Convido todos os bangers para vim ver o Mental Horror ao vivo. Valeu!
Contatos:
c/o ADRIANO MARTINI
R. Pinheiro Machado, 157
São Leopoldo/RS - Brasil
CEP: 93030-230
adriano@mentalhorror.com
www.mentalhorror.com
Compartilhar

Envie seu comentário sobre essa matéria!

Nome:
E-mail:
Texto:
=

Parceiros