Na entrevista abaixo, Evandro, baixista do Necrotério, nos fala do recém lançado segundo CD da banda, o "A Rotten Pile of Dead Humans". Conta como está sendo a aceitação do público em shows que a banda vem fazendo para divulgar seu material, a mini turnê que eles fizeram juntamente com o Total Fucking Destruction pelo Brasil e também relata os shows que foram feitos em sua primeira turnê pela Europa entre outros assuntos.

Entrevista feita por Carrascu e publicada no dia 04/09/2003
Carrascu: Depois de 10 anos de banda, eis que sai o seu segundo álbum, o "A Rotten Pile of Dead Humans". Como está sendo a divulgação desse trabalho e como os fãs estão reagindo ao mesmo?
Evandro: Estamos batalhando muito para fazer shows e divulgar o álbum, inclusive acabamos de realizar um mini tour pelo Brasil e Paraguai junto com o Total Fucking Destruction, e a reação do público tem sido o melhor possível, estamos muito satisfeitos!
Carrascu: A produção gráfica do CD está realmente muito foda! Quem ficou a cargo desse trabalho e como ele foi feito?
Evandro: Foi tudo feito pelo Anderson L A, um excelente artista daqui de Curitiba! Ele teve total liberdade para criar as ilustrações, somente demos algumas idéias! Acredito que foi praticamente todo feito no computador, mas não sei precisar como. O Anderson realmente provou ser um profissional competente!
Carrascu: As músicas desse novo CD mostram um Necrotério mais técnico, porém sua agressividade parece ser maior. Quais outras citações dá para se fazer nesse novo artefato?
Evandro: Cara, realmente não sei! (risos) É lógico que teve alguma evolução se comparar com nosso primeiro CD, mas não teve nada de muito especial, simplesmente terminamos de compor as músicas e entramos em estúdio, não ficamos pensando muito que direção iríamos tomar, tudo rolou muito naturalmente.
Carrascu: Quais comparações vocês fazem entre esse novo CD e o "Lament of Flesh"?
Evandro: Olha, tem muita diferença, creio que o “Lament of Flesh” era mais Death Metal, e também era um pouco mais imaturo, não sei se isso é bom ou ruim (risos). Por outro lado, no “A Rotten Pile...” percebe-se algo mais cru, mais Grindcore mesmo. Mas não foi nada projetado, simplesmente esse novo album saiu assim.
Carrascu: Na gravação desse álbum vocês contaram apenas com um guitarrista, já que no primeiro haviam dois guitarristas. Qual foi o motivo dessa saída do guitarrista Adriano da banda?
Evandro: Ele escolheu assim. A gente estava prestes a embarcar para nossa primeira tour na Europa, e ele resolveu desistir, acho que ele achou que não era aquela a direção que queria dar na sua vida, talvez por ele ser muito novo na época. O Adriano é uma grande pessoa, gostamos muito dele e continuamos amigos, inclusive ele vai em nossos shows em Curitiba e damos boas risadas lembrando da época que tocávamos juntos.
Carrascu: A divulgação do CD "Lament of Flesh" foi muito boa. O que vocês planejam para a divulgação do "A Rotten Pile of Dead Humans"?
Evandro: Muita coisa! Tanto que fica até difícil falar! Queremos tocar no maior número de lugares possível, fazer o maior número de pessoas possível ouvir nosso barulho!
Carrascu: Em 2001 a banda faz sua primeira e única turnê pela Europa até então. Conte-nos como foi tocar para o público europeu?
Evandro: Foi maravilhoso! O que mais posso dizer?!? É o sonho de todo o moleque que começa uma banda na garagem! E foi um sonho se tornando realidade pra gente! Cada noite foi diferente, com reações diferentes em cada cidade e país! Em geral, todas as pessoas que nos assistiram gostaram muito dos shows e das músicas! Vendemos muitos discos e camisetas!
Carrascu: Algum acontecimento engraçado ou bizarro nessa turnê?
Evandro: Acho que a coisa mais engraçada e bizarra que vimos foram as casas de prostituição na República Tcheca. Elas ficavam na beira das estradas, e tinham tipo umas vitrines grandes, onde as, digamos, profissionais ficavam dançando de calcinha... (risos) realmente foi muito chocante!!! (mais risos)!!!
Carrascu: Lá vocês conheceram o pessoal da Total Fucking Destruction e através desse contato puderam trazê-los para uma turnê aqui no Brasil. Como está sendo essa turnê com eles?
Evandro: A tour acabou no último Domingo(23/03) em Assunção, Paraguai. Tivemos um saldo muito positivo, vendemos muito material, e só recebemos elogios por onde passamos. Posso dizer que a missão foi cumprida com louvor, e estamos muito felizes! O único ponto negativo foi o cancelamento do show em Foz do Iguaçú, por problemas com o alvará! Realmente a burocracia está fodendo com a cena de Foz!!!
Carrascu: Vocês tocaram com mais outras bandas na Europa, cite algumas bandas com quem compartilharam do mesmo palco?
Evandro: Putz, foram tantas, deixe me ver: Groinchurn, TFD, Extreme Noise Terror, Profanation, Moshquito, Common Grave, Spawn entre muitas outras!
Carrascu: Quem organizou essa turnê de vocês pela Europa?
Evandro: Eu mesmo, mas contei com a ajuda de um tour manager da Alemanha.
Carrascu: Vocês tem planos para mais algumas turnês fora do país?
Evandro: Claro! Isso sempre estará em nossos planos. Quem sabe ainda esse ano role alguma coisa?
Carrascu: Obrigado pela entrevista e agora sobra um espaço para sua mensagem final para os leitores da GoreGrinder Web Zine.
Evandro: Agradeço muito a você Carrascu pelo espaço. Parabéns pelo profissionalismo. Aos leitores deixo um abraço, e comprem o CD do Necrotério (risos). Obrigado a todos que têm ido aos nossos shows e nos dado palavras de apoio. É por causa de vocês que continuamos na batalha! Visitem nosso web site: www.necroterioband.cjb.net, assinem nosso guestbook! Obrigado.
Compartilhar

Envie seu comentário sobre essa matéria!

Nome:
E-mail:
Texto:
=

Parceiros