IN TORMENT - The Realms Of Perception
Brutal! E poderíamos resumir assim esses dois sons, lançados sob a forma de um Single Virtual, contidos neste material do In Torment. Brutalidade já é a marca mais característica do que poderíamos mesmo chamar “escola gaúcha” de Death Metal. Em “The Realms of Perception” além de ouvir os dois sons que o compõe, podemos também visualizar um vídeo-clipe para “Elements of Sadistic Cruelty”. Na primeira faixa, “The Flesh and the Spirit”, temos um som que mescla muito bem passagens mais brutais (marcadas pela bateria abusando dos blast beats e pelo bumbo duplo muito rápido), com algumas partes mais cadenciadas e com outras até bastante melodiosas. A segunda faixa é a mais longa e conta com pouco mais de quatro minutos. Em “Elements of Sadistic Cruelty” temos uma excelente prévia do que está por vir com o segundo full-lenght da banda: riffs competentes, batera com bastante variação, vocal consistente e explorando graves e médios. De toda forma, podemos identificar uma evolução no som do In Torment desde o seu debut de 2006, “Diabolical Mutilation of Tormented Souls”, onde víamos um som muito próximo dos primeiros dois álbuns do Cannibal Corpse, mas que já continha essas doses homeopáticas de melodia. Agora, neste single de 2009, temos algo muito mais maduro, com mais identidade, mais peso e intensidade, uma qualidade muito melhor na gravação e na mixagem. Os temas parecem retomar a mesma linha do “Diabolical...”, ou seja, voltados para uma abordagem mais reflexiva e profunda, psicológica em alguns momentos. Mas nem tudo é só alegria, o ponto negativo fica por conta das letras não constarem no arquivo que é baixado. Não compromete de maneira alguma, mas fica a sugestão: em lançamentos virtuais, as letras devem estar presentes no interior do arquivo, ou como um arquivo de texto simples mesmo, ou então como encarte. Essa geração nascida sob tutela da internet tem preguiça de procurar as coisas, ai acaba ficando sem uma parte das mais interessantes no acompanhamento do som. As letras são uma parte das mais significativas para o amadurecimento do ouvinte. Já que estamos falando de encarte, vamos falar da arte (o responsável pela arte é o próprio guitarrista da banda Rafael Giovanoli) que ficou bastante interessante, mas devido à falta das letras ficamos apenas na suposição. Para conferir esse material, uma excelente prévia para o segundo full, acesse:
Sexta, 11 de Setembro de 2009
Por: Alex Neundorf
Divulgue!

Envie seu comentário sobre essa matéria!

Nome:
E-mail:
Texto:
=

Parceiros