DARK TOWER - Lord Ov The Vast Lands
Nesse material do Dark Tower, um WebSingle (formato que tem tudo para ganhar mais espaço no meio) muito bem feito, contamos com três sons que articulam de maneira muito profissional e refinada influências modernas e raízes originais Heavy Metal. Não podemos chamar de Black Metal, nem de Death Metal, pois “conversa” com outras vertentes, tais como o Thrash e o próprio Heavy Metal tradicional. No entanto, continua sendo um som extremo, tanto pela sonoridade quanto pela proposta lírico-temática. O som que abre o single é também aquele que o intitula, “Lord ov the Vast Lands” começa com uma pequena introdução para dar um clima e ai já passa para os riffs marcantes, mescla de Metal Tradicional, Thrash, Death e Black Metal. Em minha avaliação, o que parece desnecessário (embora, sejam bem feitos e articulados), são os vocais limpos. Enfim, me agrada a variação de vocais dentro do já bem amplo espectro do gutural, mas não o vocal limpo, que faz com que a música perca parte de sua força. Com relação à letra, esta aborda a mitologia mesopotâmica e não traz nada de inovador nesse sentido, mas não deixa de ser bem elaborada. A segunda faixa é “The Mightiest Being” e é, em minha opinião, a melhor faixa do single. É uma excelente composição, com ótimos vocais (que aqui são 100% bom gosto), um refrão dos mais cativantes. Com “Creatures of Moonlight” temos a terceira e derradeira faixa. Diria que é a mais Black Metal das três. É muito boa, mas acaba por ser eclipsada pelas duas anteriores. Para finalizar, esse material do Dark Tower soa bastante atraente e desponta como uma alternativa das mais interessantes para as bandas nacionais, em um contexto dominado pela internet. São composições excelentes, com melodia, cativantes, de muito bom gosto, onde podemos identificar competência e profissionalismo. No que tange ao formato utilizado para esse lançamento, devemos tecer algumas considerações. O formato mp3 tem suas limitações, mas para divulgação é o melhor que já surgiu até o momento. Nesse material do Dark Tower temos também um booklet (que é o encarte virtual do material), que deveria constar em todo lançamento dessa natureza. Tem todas as informações necessárias e letras de todas as faixas, além de uma arte impecável. Enfim, Galf (Vocals), Argos (Drums, Vocals), Hanged (Bass) e Niccollo (Guitar, Vocals) estão de parabéns. Ficamos no aguardo do full-lenght: “See the Rise”.
Sexta, 11 de Setembro de 2009
Por: Alex Neundorf
Divulgue!

Envie seu comentário sobre essa matéria!

Nome:
E-mail:
Texto:
=

Parceiros