Banda/Artista: Mortificy
Título: Brutal Instinct Of Retalliation
Lançamento: Independente
Ano: 2003
Contatos: Rua Comendador Matos Areosa, 481
Santo Antônio - Manaus/AM
CEP: 69029-010
E-mail: mortificy@mortificy.com
Resenha por Carrascu
Publicada no dia 03/06/2004
Nota: 8,0
Admito que não sou um grande conhecedor da cena amazonense, sendo que essa é a primeira banda que eu conheço daquele estado. É um pouco difícil de conhecer as bandas daquela cena pois as mesmas raramente lançam algo, e quando lançam não divulgam o bastante pra chegar até as mãos do povo em outras regiões do Brasil. Mas, a Mortificy já é uma exceção. Conheci essa banda através de uma indicação de uma amiga minha que mora por aqui, e através do site deles e do contato que criei com o Daniel Uncradlle (guitarrista) tive a oportunidade de conhecer não somente a banda, mas um pouco sobre a cena de lá.
Então, vamos ao propósito dessa resenha! Quando recebi a demo de cara a capa me chamou muito a atenção, pois além de eu curtir muito sacar os trampos gráficos, essa veio em corês bem fortes e chamativas, sendo que se passa uma mensagem de guerra e destruição, mostrando um soldado na frente de um tanque de guerra, e muitas balas fazem o "rodapé" da parte frontal. Na parte de trás dessa capa, que vem em "estilo vinil" (somente papel, nada daquela caixinha plástica, essa é a melhor idéia para mandar demos via Correios, claro que a Mortificy não é a precursora dessa idéia, mas é um exemplo de como é seguro enviar demos via correio sem que a mesma chegue toda estrassalhada ao destinatário), é uma continuidade da parte da frente, e mais a foto dos quatro integrantes da banda. Dentro veio uma entrevista impressa que a banda cedeu para o zine Horda Negra (www.hordanegra.com), a biografia, um flyer e as letras das quatro músicas da Mortificy na demo.
Bom, a produção gráfica da demo está do caralho mas agora vamos sacar o som da banda, que é o que mais interessa! A primeira bomba é a "Desolation of the Religion" que não é uma intro, como o de costume em muitos CD's, e sim uma pancadaria só! De começo se nota que a guitarra está baixa, não sei porque, mas por esse motivo que foi bem difícil analisar o som da guitarra, dá pra ouvir o baixo com certa dificuldade e a bateria está bem auditível, mas a guitarra está estranha, muito baixa. A música é brutal e extrema, tem um solo muito bom onde o vocal, em meio aos dedilhados de Daniel Uncradlle, mete seu vocal gutural e a bateria acompanha muito bem tudo isso. O vocal de Marcelo Anihilator é muito bom, de momento me lembra o vocal da Sign of Hate, de Aracaju/SE. As vezes o vocal desaparece um pouco na música, e não dá pra sacar (ou tentar entender) o que o bixo fala.
A próxima é a "Behold the Desecration" que começa avassaladora, aqui dá pra sacar um pouco melhor a guitarra, os rifs são legais, mas a distorção escolhida por Daniel exige um pouco mais de volume pra mesma, é aguda, suja e tosca. A escolha dessa distorção é boa, porém, como eu disse, precisaria de um "gás" a mais. O vocal aparece melhor nessa música, e a bateria... caralho! Muito brutal, é uma quebraceira sem fim, a criatividade de Robson Possessed é ótima, deixou a música muito destruidora.
Falei destruidora? Então aproveito essa palavra pra descrever exatamente a música título da demo, que mostra total agressividade de Robson, os caras do Mortificy tiveram sorte de achar esse cara já que antes dele usavam bateria sintetizada. Não posso dizer se foi proposital ou não, mas que a bateria nessa música está mais alta do que as duas anteriores, isso está! Aqui eu consegui sacar melhor os rifs bem trampados da guitarra, que é muito bem acompanhada pelo baixo de Icaro Corpsegrinder, que detona nas quatro cordas, o vocal então está mais agressivo ainda, mostrando mais os rasgados que Marcelo fez em outras músicas anteriores, sem dúvida que é a melhor dessa demo-CD!
A próxima é a "Slaves of Faith" onde o volume começa a aumentar aos poucos e logo entra um vocal cavernoso do Marcelo, e no meio do barulho todo aparecem harmônicos na guitarra, que chamam a atenção, muito bem colocadas nos rifs, e se segue durante a música toda. Tenho um pouco de dificuldade de sacar o trampo do baixo, não sei se é por causa do timbre escolhido por "Icaro Corpsegrinder" que também faz os backing vocals da banda, que por sinal são muito bons, soa muito doentio e nervoso! Nas baquetas Robson detonou mesmo, mostrando quebradas rápidas e brutais, como uma banda de Brutal Death deve ser, a criatividade desse cara é ótima, mas a gravação da demo deixou um pouco a desejar na qualidade, porém as músicas são muito brutais, pesadas e infernais! Esse é o propósito da Mortificy!
Talvez o Stúdio 301 não tenha a qualidade que a banda precisa para mostrar bem o seu trabalho, que de cara eu posso dizer que é promissor, apesar de não conseguir avaliar bem os rifs da guitarra, por motivos aqui já citados.
Essa foi a última música própria da Mortificy na demo, a quinta faixa é um cover da banda holandesa Gorefest. "The Glorious Dead" é muito bem executada, mostrando um trampo legal nas baquetas novamente, que destaco ser de um barulho caótico e extremamente agressivo. Vale a pena conhecer essa banda promissora de Manaus, que por causa de uma gravação mal mixada (se é que foi, pois as músicas parecem ter gravações um pouco diferentes uma das outras) os caras não puderam demonstrar, com 100% de qualidade na gravação, as ótimas composições criadas pelos integrantes! Espero que a banda consiga um dia uma oportunidade para gravar a próxima demo, ou álbum, num estúdio de alta qualidade! Aí sim o povo vai ver que a Mortificy não brinca em serviço, quebra tudo e detona os tímpanos de todos com suas músicas altamente violentas e matadoras! Aproveitem na seção mp3 as duas músicas que eles disponilbilizaram na sua home page e tirem suas próprias conclusões, tenho certeza de que muitos irão comprar a demo!
Tracklist:
  1. Desolation of the Religion
  2. Behold the Desecration
  3. Brutal Instinct of Retalliation
  4. Slaves of Faith
  5. The Glorious Dead (Gorefest cover)
Compartilhar

Envie seu comentário sobre essa notícia!

Nome:
E-mail:
Texto:
=

Parceiros