Banda/Artista: Lymphatic Phlegm
Título: Show-off Cadavers - The Anatomy Of Self Display
Lançamento: Black Hole Productions
Ano: 2007
Contatos: A/C André Luiz
Caixa Postal 9095, Curitiba/PR
CEP: 80611-970

E-mail: rasilka@ig.com.br
Site oficial:
Resenha por Carrascu
Publicada no dia 10/03/2008
Nota: 9,5
Logo quando abri o pacote com o CD, dei de cara com um excelente trampo gráfico feito por Fernando Camacho, dono da Black Hole, produtora da qual lançou novamente mais um clássico (sim, é novo, mas pra mim já caiu na história como clássico) do Lymphatic Phlegm. O encarte é todo feito com papel couchê, de extrema qualidade, mostrando em cada página detalhes do cadáver que se encontra na capa, que não traz o nome da banda nem o do CD, apenas esse cadáver que muito se parece com aqueles usados para estudos patológicos, porém algumas partes da face parecem ser humana mesmo, traz até detalhes do cavanhaque do indivíduo. Mas em outras fotos esse cadáver muda sua textura, hora com veias aparecendo por todo o corpo, e um olho humano bem real, outras fotos mostram uma face mais avermelhada do músculo humano, com menos veias e sem o cavanhaque do cara. Há várias fotos desses cadáveres, em cores bem reais e sempre com fundo preto, para dar ainda mais destaque ao corpo, exceto na parte de trás da caixinha do CD, onde esse se encontra deitado sobre uma maca branca.
O CD começa logo com a extremamente feroz Detailed Bypass Surgical Procedure (Whole Vena-cava Anastomosis), não apresentando qualquer tipo de introdução, uma marca que se encontra em várias músicas da banda. Os riffs do guitarrista Rodrigo são sensacionais, simplesmente matadores, são extremos e muito agressivos, e quando entra o vocal do André mesmo, com distorção de pedal, a música ganha uma potência incrível. A única coisa que eu não gostei foram os timbres da bateria eletrônica, realmente é muito escancarado que a bateria é digital, não é como em outras bandas como Agoraphobic Nosebleed e XXX Maniak que tem um timbre mais próximo do real, mas obviamente é notável que são baterias eletrônicas. Porém, a criatividade da construção das linhas da bateria é excelente, acompanhando bem os riffs e não chamando muito atenção, como deve ser mesmo nesse caso. A segunda música não perde o píque, continua muito agressiva e com algumas paradas onde só a guitarra faz sua parte. A terceira é a primeira música, de tantas outras, que possui uma introdução. A curiosidade fica por conta do nome da música, simplesmente "Y". Essa começa lenta mas depois que cai na britadeira aparecem vocais de pessoas berrando, agonizando, e uma faca sendo afiada surge no meio desses sons, dando um clima caótico e desesperador, com rifs muito bem combinados com a música, ajudando mais no clima de carnificina que se sente ao ouvi-la, e em nenhum momento aparecem os vocais distorcidos e urrados do vocalista. A quarta música apresenta um riff muito melancólico, doentio, algo que dá uma impressão de fim de mundo, até cair na britadeira com os vocais ainda mais agressivos que em outras músicas, espetacular! E novamente mais um destaque deve ser dado aos rifs, que são excelentes em todas as músicas desse CD. A quinta é a Miscarriage Conceptions in Obstetricia, música da qual se encontra em nossa seção de MP3 para ouvi-la, tire suas conclusões desse CD por essa música tranquilamente, ela é um belo exemplo desse excelente trabalho! A sexta música se chama Gynaecological Sickness, e pra quem conhece e acompanha bandas do gênero, deve lembrar que essa é uma música do Pathologist, e diga-se de passagem, muito bem executada pela Lymphatic Phlegm. A próxima não deixa a peteca cair, como eu disse, esse CD não tem altos e baixos, só tem altos! Os rifes ficaram na minha cabeça por vários dias, de tão marcantes que são! A sétima é a An Undergo Post-mortem Exam (Brought Into The Autopsy Suite) que eu demorei mais pra ler esse título do que pra ouvir a música, pois essa é curta e grossa, um tapa no ouvido de quem ouve, possui só 32 segundos. A próxima é mais longa que a anterior, possui rifes marcantes e intercala muito com levadas grind, mas o vocal aparece mais nas partes onde a música cai na britadeira. A nona começa com uma introdução, depois entra um riff mais lento e melancólico, e por cima dele um solo de guitarra que dura o restante da música toda praticamente, que tem uma duração total de 2:26, uma das mais longas do CD. A décima música já entra emendada na anterior, depois de uma virada da bateria a britadeira come solta com os vocais extremamente agressivos do André, certamente uma das músicas mais extremas do CD. A décima primeira, mais uma introdução, com sons de gotas d'água caindo num lago dando um eco como se estivesse dentro de algum lugar tipo uma caverna, a intro é grande, tem mais de um minuto e meio, e quando entra o instrumental mesmo não há novidade, é pura brutalidade com rifes cortantes e vocais monstruosos. Uma curiosidade que eu achei muito animal nessa música é que perto do final dela começa a tocar aquele som de medidor de batimentos cardíaco de hospital, esses batimentos ficam como uma espécie de metrônomo na música, mas claro que a idéia é o que realmente saiu, um clima de final de vida, tanto que o final da música é o som do medidor acusando que o paciente já era. A próxima começa na pancadaria (pra variar, né? assim que é bom!) mas intercala com momentos mais lentos, com batidas mais levadas, porém o vocal ainda persegue as britadeiras da música. A décima terceira começa com um riff bastante repetitivo porém a bateria varia por detrás dele, aumentando seu ritmo conforme a música passa, até cair na britadeira novamente, onde entram os vocais cavernosos, que duram até onde o primeiro riff se repete, e assim a música vai se intercalando dentro dos seus 2 minutos e 7 segundos. A décima quarta começa lenta também, porém uma hora a música pára e é quando se torna possível notar que o baixo é bem distorcidão, confesso que sou péssimo pra sacar baixos distorcidos nas músicas, me soam como guitarras mesmo, porém com um peso acima do normal. A seguinte começa avassaladora, britadeira com vocais violentos e graves, outro destaque pro excelente riff inicial, que muda em seguida, mas a britadeira continua, até chegar numa hora onde passa a ter batidas mais levadas, como em outras músicas citadas aqui, mas é aquela coisa, sempre intercalando com britadeiras e vocais sempre no máximo da agressividade. A última é uma das maiores, possui um pouco mais de 3 minutos, começa lentona, com bumbos duplos explodindo, até entrar a britadeira tradicional do Lymphatic Phlegm, riffs sempre marcantes como em todo esse CD, e vocais estúpidos demais.
Bom, o que destacar num CD que é puro destaque??? Na boa, é uma enorme pena que essa banda não faz shows ao vivo, pois se fizesse daria morte na frente do palco, não só eu iria curtir, mas já vi muita gente cultuando demais a Lymphatic e isso seria um sonho pra muitos adoradores do estilo e fãs incondicionais da Lymphatic Phlegm. Na minha opinião esse CD é matador demais, infelismente conta com uma bateria eletrônica, o que não me agrada muito pessoalmente, as vezes eu até encaro esse fato como algo de podre acrescentada nas músicas, mas seria muito mais tesão botar um batera foda ali, até porque se tivesse um que fizesse isso, ou se a banda topasse sei lá, as chances de tocarem ao vivo aumentariam! No geral, esse CD só tem elogios a serem dados, a qualidade empregada em tudo que envolve esse trabalho é de primeira, tanto nas gravações das músicas, como nas suas composições principalmente, além do já citado excelente trabalho gráfico feito.
Tracklist:
  1. Detailed Bypass Surgical Procedure (Whole Vena-cava Anastomosis)
  2. Creutzfeldt - Jakob Disease vs. Cadaveric Dura-mater Grafts
  3. Y
  4. Forensic Evidences - Detailed Entomological Calculations (Rear Maggots to Adulthood To Identify Species) A P.M.I. Preview by Cadaveric Fauna Analysis
  5. Miscarriage Conceptions in Obstetricia
  6. Gynaeccological Sickness (Pathologist Cover)
  7. An Undergo Post-mortem Exam (Brought into the Autopsy Suite)
  8. Phagocyte Dysfunctions by the Increasing of Bacterial Infections Incidence
  9. Compulsive Concupiscentia of Pathologist
  10. Pneumo-diffusion Dysfunctions for Anatomo-pathological Abnormalities of the Diffusing Membranes
  11. ... with the Rib Cage and All Major Organs Removed the Cadaver Was... (Stitched up by a Mortuary Personnel)
  12. Malignant Obstruction of the Bilious Efflux in the Chronic Cholecystitis
  13. (TIPS) Trans-jugular Intra-hepatic Porta-systemic Shunts
  14. Impressive Hands-on - The Senior Pathologist's Autopsy Technique
  15. Profuse Hemorrhage from the Bottom Esophagus Sub-mucous Varicosity
  16. Insalubrious Formation of the Collateral Blood Vases in the Whole Gastro-enterological Tract
Compartilhar

Envie seu comentário sobre essa notícia!

Humanextinction  comentou:
o melhor cd que já ganhei num sorteio. fudido!
27/08/08 às 09:57 Hs
Nome:
E-mail:
Texto:
=

Parceiros